Editor de revista inglesa defende capa após polêmica: 'Amamos o Brasil'

11.6.11

Responsável pela 'Four Four Two', jornalista David Hall aponta Neymar como esperança para evitar a 'morte do futebol brasileiro'
Por Thiago DiasRio de Janeiro
Four Four two  seleção brasileira (Foto: Reprodução)A capa da polêmica: 'A morte do Brasil" e "descanse
em paz?" no escudo da CBF (Foto: Reprodução)
"A morte do Brasil". Com essa manchete criticando o futebol brasileiro, a revista inglesa "Four Four Two" virou um dos assuntos mais comentados entre torcedores na internet nos últimos dias. Editor da publicação, o jornalista David Hall sabia que a capa seria recebida com polêmica, mas se defende: há "salvação" para a Seleção e a principal esperança é Neymar.
Em contato por telefone com o GLOBOESPORTE.COM, David mostrou-se um apaixonado pela Seleção pentacampeã mundial. Apesar da capa polêmica, com a sigla da CBF trocada por RIP ("descanse em paz", usada em túmulos), a reportagem aponta lados positivos do futebol brasileiro atual e apresenta as novas promessas, mas critica o sistema de jogo de Mano Menezes, a falta de bons atacantes e a desorganização da Copa do Mundo de 2014. O assunto que mais "incomoda" o editor é que os melhores jogadores do Brasil na Europa hoje são defensores, como David Luiz (Chelsea), Daniel Alves (Barcelona) e Thiago Silva (Milan).
- Nós, da "Four Four Two", amamos o Brasil. Sempre escrevemos sobre o futebol brasileiro. Mas a Seleção não vem bem há algum tempo, já com o Dunga questionávamos muito o estilo do Brasil. A reportagem é dividida em várias partes, explicando alguns pontos e apontando os desafios que virão para o país, como a Copa e a criação de um time de sucesso. Achamos que era uma boa hora para falarmos disso, um ano depois da eliminação na África do Sul - disse David.
A capa chama a atenção por decretar a morte do futebol brasileiro, mas a reportagem da revista adota um tom um pouco diferente. Em vez de uma afirmação, uma pergunta abre a primeira página dedicada ao assunto: "Quem morreu?", pergunta o título, com uma foto de Kaká e Robinho lamentando a derrota para a Holanda na Copa. Em seguida, a revista divide a matéria em tópicos, ouvindo opinião de ex-jogadores brasileiros para tentar explicar as dúvidas dos ingleses: "Quando os defensores ficaram tão bons?", "Por que as estrelas estão voltando para casa?", "Eles podem agir juntos para 2014?", "Pode um homem que pratica "futebol de resultados" levá-los à glória?" e "A turma de 2014".
reprodução Páginas da revista Four Four Two sobre a morte do futebol brasileiro (Foto: Revista Four Four Two)Primeira página da reportagem muda afirmação por pergunta: "Quem morreu?" (Foto: Revista Four Four Two)
Entre os textos, a "Four Four Two" publicou a opinião de alguns ex-jogadores da Seleção, como Zico, Toninho Cerezo, Rivelino, Mauro Silva e Careca, além do técnico Carlos Alberto Parreira. No tópico "A turma de 2014", a revista tenta projetar o time que estará na próxima Copa, escalando Julio César, Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva, Marcelo, Lucas Leiva, Ramires, Ganso, Lucas, Neymar e Alexandre Pato. Os ingleses escolhem ainda cinco "reservas": Victor, Dedé, Sandro, Robinho e o jovem Jean Carlos Chera, que é das categorias de base do Santos e está negociando transferência para o Genoa.
A reportagem traz uma entrevista com Ganso, na qual o santista é comparado a Zinedine Zidane logo na primeira pergunta. Mas para David, Neymar é o principal candidato a reerguer a Seleção. Segundo o jornalista, o jovem é o sucessor natural de Ronaldo e precisa se firmar no futebol europeu para ser considerado um craque de verdade.
David Hall, editor da revista inglesa Four Four Two (Foto: Divulgação)David Hall, editor da 'Four Four Two': Neymar é
apontado como esperança (Foto: Divulgação)
- Neymar foi apontado por vários ex-jogadores que ouvimos como grande promessa do Brasil. Acho que ele está pronto para suportar essa pressão, me parece um rapaz muito confiante. Ele precisa jogar na Europa e se apresentar. Se jogar na Espanha ou na Inglaterra, por exemplo, pode virar um popstar. Neymar me parece um talento incrível, mas tem que provar num clube europeu - analisou.
Segundo o editor, a equipe da "Four Four Two" já esperava uma reação negativa da torcida brasileira sobre a polêmica capa, mas o risco valia a pena para buscar uma explicação para a fase atual do futebol pentacampeão do mundo.
- Sabíamos que a capa poderia ser mal recebida, mas sempre tivemos na cabeça a intenção de contar o que estava acontecendo com a Seleção. É claro que o Brasil pode "viver" de novo. Tem tudo para ganhar novamente. Depende de como os jovens vão evoluir e de como passar esse talento para um nível internacional - concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTARIO E SEJA FELIZ

Botão para Tweetar

 

Visualizações !!

Tags