As Bençãos de Abraão FELIZ 2011

1.1.11



A bênção da promessa perpetuada pelo Espírito


Gen 15:4-5-“ Ao que lhe veio a palavra do Senhor, dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que sair das tuas entranhas, esse será o teu herdeiro. 5 Então o levou para fora, e disse: Olha agora para o céu, e conta as estrelas, se as podes contar; e acrescentou-lhe: Assim será a tua descendência.” Gal 3:14-“ para que aos gentios viesse a bênção de Abraão em Jesus Cristo, a fim de que nós recebêssemos pela fé a promessa do Espírito.”
Introdução: Abrão recebeu do Senhor uma promessa. Seu descendente não seria o servo Eliezer, mas segundo a palavra “...aquele que será gerado de ti...”. Isaque, nascido por um milagre, seria o seu herdeiro. A promessa do Senhor sobre Abrão lhe garantia que ele teria um herdeiro. O Apóstolo Paulo nos fala sobre o descendente de Abraão - Jesus. Segundo a promessa de Deus em Gen 3:15-“Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.”, Jesus seria aquele que pisaria a cabeça da serpente. O descendente de Abraão de forma direta e imediata era Isaque. Mas o Senhor tinha algo muito mais excelente em seu plano. Da linhagem de Abraão viria Jesus Cristo, O Descendente. Se Isaque deu continuidade a uma genealogia na terra, o Senhor preparou uma genealogia espiritual através do descendente Jesus Cristo. Se os descendentes de Isaque tinham direito a uma herança na terra, os descendentes de Jesus tem direito a uma herança espiritual. Jesus Cristo é o elo de ligação entre a bênção de Abraão e nós. O Espírito Santo habita em nós, por causa do novo nascimento em Cristo Jesus. O herdeiro de Abraão - Jesus Cristo, é portador de todas as bênçãos de Deus para o homem, e através do seu Espírito, perpetuou estas bênçãos em nós - Rom 8:16-“O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus;” O que foi retirado pelo pecado no Éden, seria devolvido por Deus a Abraão, o povo que já não era mais povo, voltaria a ser povo, a comunhão do homem com Deus seria refeita, a bênção perdida seria agora restituída. O que Deus planejara para o homem encontrava agora um caminho de retorno, pois Deus iniciava em Abraão o plano da redenção, concretizado em Cristo. A partir de então você passou a Ter o que não era para Ter, o que o inimigo tentou roubar. A bênção de Abraão foi perpetuada pelo Espírito, chegou até a tua vida e agora é também a tua herança. Qual o teor desta bênção perpetuada pelo Espírito?
1.Somos Herdeiros e temos o poder de ser filhos- Rom 8:17-“e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.” Gal 3:29-“ E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.”
Tudo o que Deus prometeu, é para a tua vida. Há pessoas que acham que o que está escrito serviu para uma época. Outros acham que só vale o Novo Testamento. Há pessoas que acham que nossa mensagem é apenas positivista. A religiosidade quer nos rotular como ilusionistas. Mas a verdade é que através do sacrifício de Cristo, tudo que estava programado para o homem e que foi perdido no Éden, voltou a valer para a sua vida. O Espírito Santo perpetuou aquilo que tinha existido por um curto espaço de tempo no paraíso. Isso aconteceu porque fomos enxertados na oliveira. Agora somos filhos, e herdeiros de Deus. A religião trata as obras milagrosas de Jesus de forma contemplativa. Muitos dizem : “Isso acontecia com Jesus porque ele era filho de Deus”. É verdade havia algo sobrenatural de Deus em Jesus, a divindade. Podemos dizer que Jesus foi nascido como homem mas sem a marca da derrota. Jesus foi gerado em uma mulher, mas não gerado por um homem. José foi o pai, mas não teve participação como marido, não foi o genitor. Jesus foi gerado pelo Espírito. Ele era isento da marca original que pairava sobre o homem desde o Éden. Nasceu da vontade de Deus, e não por um desejo humano. Viveu no Espírito e foi vencedor contra a carne e foi portador de todas as bênçãos de Deus. Apesar de sermos humanos, nascidos debaixo da marca do pecado original, temos esta bênção: Jo 1:12. Todos quantos o receberam foram feitos também filhos de Deus. Agora você é filho de Deus como Jesus era. Gerado não por um homem, mas pela vontade do Espírito. Livre do pecado, isento de uma marca destruidora, para viver no Espírito, e como filho, herdar tudo que Deus o Senhor preparou.



2.Temos a Presença do Espírito em nós - Jer 31:33-34-
“Mas este é o pacto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. E não ensinarão mais cada um a seu próximo, nem cada um a seu irmão, dizendo: Conhecei ao Senhor; porque todos me conhecerão, desde o menor deles até o maior, diz o Senhor; pois lhes perdoarei a sua iniqüidade, e não me lembrarei mais dos seus pecados.”Este texto nos fala sobre a promessa do Espírito. A lei era um guia externo. Se a lei dissesse, não roube, ninguém roubaria. Mas o desejo de roubar continuaria vivo. Se a lei dissesse, não mate, ninguém mataria, mas o desejo de matar talvez continuasse na mente de alguns. O povo estava habituado a cumprir um mandamento, faça isso, não faça aquilo, e assim agradariam a Deus. Mas o que Deus preparou para o homem foi algo perfeito. A lei teve seu tempo e sua validade. Os princípios espirituais da lei enquanto conduta santa, honestidade e amor, continuam válidos. Só que agora não seriam mais um mandamento, mas uma vida em Deus. O texto diz que a promessa do Senhor era de que imprimiria as leis no nosso coração, e ninguém precisaria ensinar ou lembrar alguém de um mandamento. Em I Jo 2:27-“E quanto a vós, a unção que dele recebestes fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como vos ensinou ela, assim nele permanecei.”- vemos isso, a unção está em nós e nos ensina tudo. Esta bênção foi perpetuada pelo Espírito. Isso significa que temos em nós mais do que uma lei. Temos em nós aquele que é a essência da lei, aquele criou não apenas uma lei mas uma vida de decisões abençoadas - O ESPÍRITO. A herança de Deus no Espírito que estava em Cristo está em Isa 11:1-2-“Então brotará um rebento do toco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.2 E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.”
Quem tem o Espírito tem O Senhor em si, tem sabedoria, tem entendimento, conhecimento, conselho, fortaleza e temor de Deus. Não precisa de uma lei. Vive na graça. O discernimento, a visão, as decisões na tua vida, o conselho, o caminho certo, serão uma marca perpetuada pelo Espírito na tua vida. O Espírito te conduzirá por caminhos que você não seria capaz de enxergar. E você terá resultados que nunca sonhou alcançar, pois o Espírito que habita em ti te dará direção para isso.


3) Temos a reconciliação com Deus - Jer 31:34b -
“pois lhes perdoarei a sua iniqüidade, e não me lembrarei mais dos seus pecados.”
O perdão é citado neste texto. A nossa iniquidade faz separação entre nós e o nosso Deus. O pecado é o ponto que habilita a acusação e a destruição do diabo em nós. Vemos em Jó 1:11, que o diabo teve permissão para assolar a Jó, mas a derrota de Jó não estava naquela tribulação. A derrota de Jó estaria na sua blasfêmia, no seu pecado. O diabo teve permissão para assolar mas não para se apossar de Jó. Ele só poderia destruir a Jó se Jó pecasse. Mas em tudo Jó permaneceu em Deus, e ao invés de ser destruído, foi restituído. A luta não é a tua derrota, a tua derrota é o pecado. O problema não é lutar, você não vai morrer se lutar, você vai morrer se habilitar o inimigo pelo pecado. O homem no Éden caiu no pecado e então foi banido do paraíso. Por isso a promessa de Deus em Jeremias contempla o perdão. Aquele que é nascido de Deus, tem a presença do Espírito, vive em Deus. Foi reconciliado pelo perdão. A presença do Espírito é o selo de uma aliança restaurada, o inimigo vê esta presença em sua vida e sabe que não pode mais te tocar. I Jo 5:18-“ Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não lhe toca.”


4) Temos uma aliança perpétua. Jer 31:37-
“... pois lhes perdoarei a sua iniqüidade, e não me lembrarei mais dos seus pecados.”A palavra nos mostra a imutabilidade de Deus em suas palavras. A bênção de Abraão perpetuada pelo Espírito, é eterna em tua vida. A palavra de Deus através de Jeremias diz isso. Como em Mal 3:6-“Pois eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.”. Há uma garantia de que nada vai mudar. Por várias vezes vemos Jesus declarando “..está escrito...”. O que está escrito é imutável. A promessa é imutável, a herança é imutável. Nada tem poder de nos afastar dela. Aquele que tem a herança desde Abraão, e recebeu pelo Espírito, não pode ser destruído pelo inimigo, tem uma bênção perpetuada pelo Espírito de Deus.


CONCLUSÃO: O Espírito de Deus que hoje habita em nós e nos faz templos vivos, eternizou em nós tudo o que Deus planejou para a vida humana. Baniu a marca do pecado, nos elevou à condição de filhos e definitivamente selou para a eternidade a bênção de Deus em nós. Temos o poder de sermos filhos de Deus e o inimigo nunca mais poderá mudar isso, se estivermos posicionados ao lado de Jesus, cheios do Espírito Santo de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTARIO E SEJA FELIZ

Botão para Tweetar

 

Visualizações !!

Tags