Sobre pétalas e pessoas Max Lucado

8.7.10




Suponha que você more em um apartamento bem alto. No parapeito da janela do seu quarto está uma margarida solitária. Esta manhã você pegou a margarida e a prendeu em sua lapela. Como você só tem uma flor, este é um grande acontecimento e uma margarida especial. 

Mas assim que você sai pela porta, as pessoas começam a tirar as pétalas da sua margarida. Alguém pega seu lugar no metrô. Apanhador de pétala. Você é culpado por causa de um relatório ruim de um colega de trabalho. Três pétalas. A promoção é dada a uma pessoa com menos experiência mas com aparência de jogador de pólo aquático da universidade. Mais pétalas. E no fim do dia, você está pra baixo. Miserável é a alma que ousar chegar perto dela. Você está a uma pétala de explodir.

 E se o cenário fosse ligeiramente alterado? Vamos adicionar um personagem. O bondoso homem que mora no apartamento ao lado cuida de um canteiro de flores na esquina. Toda noite no caminho para casa, ele deixa no seu apartamento um buquê fresco, imerecido, mas irresistível. Não é sobra de flores. São arranjos top de linha. Você não sabe por que ele tem uma consideração tão grande por você, mas você não está reclamando. Por causa dele, o seu apartamento tem um cheiro suave ... Se alguém mexer com a sua flor, você tem uma cesta cheia para substituí-la!

A diferença é enorme. E a interpretação é óbvia.

Deus vai encher seu mundo com flores. Ele entrega em mãos um buquê na sua porta todos os dias. Abra! Pegue-as! Então, quando vierem as rejeições, você não vai ficar sem pétalas.

Max Lucado

Texto original extraído do sitewww.maxlucado.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTARIO E SEJA FELIZ

Botão para Tweetar

 

Visualizações !!

Tags