2014: festa (e clichês) para mostrar o logo da COPA NO BRASIL

8.7.10

2014: festa (e clichês) para mostrar o logo

Todo mundo já tinha visto, mas fingiu-se que era novidade. E uma apresentação realizada nesta quinta-feira, em Johannesburgo, lançou oficialmente a logomarca da Copa do Mundo de 2014, no Brasil – uma taça Fifa estilizada, em verde e amarelo, com o ano de 2014 pintado em vermelho. A imagem já tinha sido vazada semanas atrás. O evento desta quinta, porém, serviu mais para que o Brasil chamasse atenção para o início dos preparativos para o segundo Mundial realizado em território brasileiro. A festa, recheada de clichês do país – floresta amazônica, povo alegre, samba e, claro, futebol -, foi apresentada pela atriz Fernanda Lima e pelo ator Rodrigo Hilbert e assistida de perto pelos presidentes da Uefa, Michel Platini, da Conmebol, Nicolás Leóz, e da Confederação Africana de Futebol (CAF), Issa Hayatou, além de mais dezenas de convidados, incluindo craques do passado, políticos e autoridades esportivas.
O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, começou seu breve discurso elogiando a África do Sul pela organização do Mundial de 2010. Sobre 2014, o dirigente falou no “espírito brasileiro” que vai marcar a Copa, destacando a diversidade do país. “Ser mais brasileiro será uma expressão a ser usada no mundo todo depois do Mundial. Será uma festa inesquecível, e o mundo todo já está convidado.” Em seguida, um número musical com um medley de clássicos da MPB (Mais que Nada e A Minha Menina) precedeu o discurso do presidente da Fifa, Joseph Blatter. “O Brasil é o país do futebol. Lá, o futebol é uma religião, e vocês escreveram a história do futebol, porque foram cinco vezes campeões. Já era a hora de voltar para a América do Sul e para o Brasil.” O chefão da Fifa arriscou várias frases em português, e avisou que é hora de falar “brasileiro” – mas sempre acabava caindo no portunhol.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ter certeza de que o Brasil dará conta da missão de receber a Copa e parabenizou os envolvidos com a Copa da África do Sul. Tratou de discorrer sobre os estilos e virtudes dos ex-craques brasileiros convidados para a festa – Cafu, Romário, Bebeto e Carlos Alberto Torres -, sobre o trabalho de Carlos Alberto Parreira como técnico de seu Corinthians e sobre o papel de Platini como carrasco do Brasil nas quartas-de-final da Copa de 1986. Admitiu que já tinha estourado seu tempo para falar e só aí começou a tratar do Mundial de 2014. “Podemos aprender com nossos irmãos sul-africanos para que a Copa de 2014 seja um sucesso maior ainda. Os brasileiros adoram desafios, e podem ter certeza de que conseguiremos fazer uma Copa tão bonita quanto esta”, afirmou.
Lula prometeu transparência total na realização dos projetos ligados à Copa. Garantiu também que será um Mundial “verde” e sustentável. “Queremos deixar um legado que garanta uma vida melhor para os brasileiros. Com a Copa, nós poderemos mostrar ao mundo um novo Brasil”, afirmou. Segundo Lula, o Mundial brasileiro vai começar já na semana que vem, com a tarefa de levar adiante todas as obras necessárias. “Quando o apito final soar no estádio Soccer City no domingo, a bola vai atravessar o Atlântico.” Depois da apresentação da logomarca, num vídeo que exibiu depoimentos da top Gisele Bündchen, do designer Hans Donner e do escritor Paulo Coelho, a cantora Vanessa da Mata encerrou a festa – e deu início à contagem regressiva para o início do Mundial, dentro de quatro anos.
(Por Giancarlo Lepiani, de Johannesburgo)

sou mais esse veja 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTARIO E SEJA FELIZ

Botão para Tweetar

 

Visualizações !!

Tags